Alessandra participa de reunião conjunta entre CONDESP e CODEMA

Reunião teve como objetivo discutir a situação de Brumadinho com relação à crise hídrica e quais ações Brumadinho tem tomado neste sentido.

A Vereadora Alessandra do Brumado participou na manhã do dia 27 de fevereiro da reunião conjunta entre o CONDESP e o CODEMA de Brumadinho.

Na ocasião foram discutidos diversos pontos com relação à situação da capacidade hídrica de Brumadinho. Estranhamente, a Copasa não se manifestou sobre a situação do sistema Águas Claras, que abastece Brumadinho.

Indagada a respeito de sua posição a respeito da situação, a Vereadora Alessandra do Brumado levantou três pontos importantes para o combate ao desperdício e a utilização consciente de nossos recursos hídricos:

1 – Prefeitura precisa incentivar as localidades onde não haja abastecimento pela Copasa a instalarem hidrômetros e administrarem seu próprio serviço de abastecimento de água.

2 – O Poder Público precisa dar o exemplo à população, desenvolvendo políticas de uso consciente e exigindo das repartições públicas do município o compromisso no combate ao desperdício e na economia de água.

3 – Prefeitura precisa regulamentar, através de decreto, a Lei 2.113/2014, que tem por objetivo proibir a varrição hidráulica (com uso de água) de passeios e calçadas em Brumadinho, a fim de coibir o desperdício e o mal uso.

Para a Vereadora Alessandra do Brumado não há estimativa de grandes melhorias no abastecimento em Brumadinho. As chuvas que hoje caem na região não serão suficientes para normalizar a situação do município e o Poder Público precisa se antecipar em medidas educativas e preventivas para que a situação não se agrave ainda mais no futuro.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Reunião Plenária do dia 26 de fevereiro de 2015, na Câmara de Brumadinho, apreciou, entre outras matérias, a denúncia feita pelo vereador Herbert Rommaris Ricci, contra o vereador Reinaldo Fernandes (veja o texto da denúncia na íntegra no fim deste artigo).

Tal denúncia é de grande relevância (política, moral e ética) e sinto que requer, de minha parte, esclarecimentos a toda a população de Brumadinho a respeito de minha posição e votação no que diz respeito a esta acusação.

Votei a FAVOR DO RECEBIMENTO da denúncia citada e para apuração dos fatos nela contida por questão de princípios morais e do critério que sempre mantive em minha atuação como Vereadora durante este mandato.

Quando da votação, em 2014, para recebimento de denúncia contra o Prefeito Antônio Brandão, disse que “todas as denúncias feitas à Câmara deveriam ser recebidas e investigadas”. Na ocasião também disse que o fato de aceitar a denúncia não é uma condenação antecipada, mas também a oportunidade de dar defesa e voz à outra parte e promover a fiscalização legislativa dentro da mais completa e irrestrita impessoalidade e transparência.

O fato de eu ter votado a favor do recebimento da denúncia não é uma posição de confronto com o colega vereador, muito menos um sinal de inimizade. Mas sim uma postura condizente com os princípios que sempre defendi diante da Casa Legislativa e do Povo de Brumadinho: a apuração de todas as denúncias, com imparcialidade, legalidade e amplo direito à defesa.

Acredito que o papel do Vereador é fiscalizar todos os aspectos da administração pública de nosso município e que temos que ter apenas “um peso e uma medida” em nossa história política.

É com este espírito: de independência, imparcialidade, transparência, zelo e honestidade que conduzo todas as minhas ações como representante do Povo de Brumadinho e reafirmo meu compromisso com cada cidadão de nosso querido município.

Scan0169 Scan0170 Scan0171

Primeira Reunião Plenária aprova Requerimentos de Alessandra

A primeira reunião plenária de 2015 aconteceu no dia 12 de fevereiro e contou com a presença de todos os Vereadores.

Na ocasião foram apreciados e aprovados por unanimidade dois requerimentos da Vereadora Alessandra do Brumado.

O requerimento 01/2015 solicitou a realização de uma audiência pública para discutir a situação dos mananciais de Brumadinho e a capacidade hídrica do município. “Com a crise hídrica que tanto nos tem preocupado precisamos saber qual a real situação de nosso município e o que é preciso fazer para minimizar os possíveis problemas que viermos a enfrentar”, ressaltou Alessandra.

O requerimentos 04/2015 solicitou a realização de uma audiência pública sore segurança pública em Brumadinho. “Temos percebido a crescente onda de crimes em nosso município e precisamos discutir ações para melhorarmos a segurança de nosso cidadãos”, salientou a Vereadora.

Também foram apreciadas duas moções de aplausos e congratulações de autoria de Alessandra.

A Moção 01/2015 para a Professora Roberta Campos pela realização do Projeto “a Retextualização como Estratégia de Ensino de Escrita: Reflexões Sobre o Discurso da Mídia em Relação à Criminalidade”. De acordo com o texto “o principal objetivo deste projeto de mestrado, desenvolvido pela professora Roberta Garcia, na Escola Municipal Nilza de Lima Sales, em Brumadinho/MG, foi possibilitar a dez educandos, do 6º ao 9º ano, com idades de 13 a 18 anos, uma maior inserção em práticas letradas e o desenvolvimento de uma visão crítica quanto ao discurso da mídia sobre a criminalidade. Esta temática também foi trabalhada por um viés literário, na medida em que foram analisados e elaborados contos policiais. É nesse contexto que surge o livro ‘Além dos Contos Policiais…’, produzido pelos alunos”.

Já a Moção 03/2015 foi dada à Dra. Maria do Carmo Friche Passos pela ocasião de sua eleição para a Presidência da Federação Brasileira de Gastroenterologia para o biênio 2015/2016. “Maria do Carmo Friche Passos, nascida e criada em Brumadinho, é médica Gstroenterologista formada pela UFMG. Filha do Sr. Abelardo e de Dona Mariinha. É referência em Gastroenterologia, fez o Mestrado na UFMG, parte do Doutorado na Universidade de Barcelona e Pós-Doutorado na Universidade de Harvard, na cidade de Boston, nos Estados Unidos. Atualmente, além de lecionar, realiza centenas de palestras no Brasil e no exterior e é coautora do mais conceituado livro de gastroenterologia do Brasil. Possui ainda seis livros publicados e 95 participação em diversas publicações médicas”.

Veja abaixo os requerimentos e moções de Alessandra:

Scan0164 Scan0165 Scan0166 Scan0167 Scan0168

CBH Paraopeba discute crise hídrica

Vereadora Alessandra do Brumado participou da reunião em Juatuba com representantes da Copasa e do IGAM.

A Vereadora Alessandra do Brumado participou na tarde do dia 9 de fevereiro da Reunião do Comité da Bacia Hidrográfica do Rio Paraopeba em Juatuba, onde foram apresentadas pela Copasa e IGAM a situação da Bacia do Paraopeba. A vereadora Renata Parreiras também participou da reunião.

Na ocasião, o Diretor Metropolitano da Copasa, Rômulo Perilli, apresentou um quadro da bacia e a atuação que o Estado de Minas Gerais deve ter frente aos iminentes problemas de abastecimento.

De acordo com o Diretor, o Paraopeba é responsável por 50% do abastecimento do sistema integrado da Copasa (Rio Manso + Serra Azul) e hoje tem apenas 30% de sua capacidade. Ressaltou que, se as obras da Parceria Público Privada (PPP) firmada entre Copasa e Odebrecht para duplicar a adutora do Complexo Rio Manso para servir parte da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) começasse a operar, não haveria água suficiente. Reafirmou a necessidade da campanha do governo para que a população economize 30% de água e que, caso a campanha de economia não seja suficiente, o estado deve promover medidas de racionamento. Disse ainda que a Copasa está empenhada em promover ações para reduzir o desperdício de água dentro do próprio sistema de distribuição, mas que esta é uma ação de longo prazo. Hoje a Copasa perde cerca de 40% do volume de água tratada em vazamentos e desperdícios em sua rede de distribuição.

Perilli discorreu ainda sobre a intenção da Copasa de captar 5.000 litros de água por segundo para compor o volume a ser tratado na Estação de Tratamento de Água do Complexo Rio Manso. A captação deve ser realizada cerca de 500 metros abaixo da ponte sobre o Rio Paraopeba, em Brumadinho, e a adutora deve ter em torno de 5,5 km de extensão.

O representante do Instituto de Gestão das Águas (IGAM), Breno Lasmar, também apresentou dados sobre a Bacia Hidrográfica do Paraopeba. Disse que tem chovido apenas 36% da média histórica para a bacia. Ressaltou a importância da bacia para o abastecimento da RMBH e que 55,48% das outorgas do Rio Paraopeba são para irrigação, mas não disse quantas outorgas existem, o volume captado ou o impacto para o Rio Paraopeba.

Indagado sobre o tratamento de esgoto no Rio Paraopeba em Brumadinho – uma promessa da Copasa desde o ano de 2008 – Perilli disse que a estatal está levantando as prioridades para Brumadinho, dentro delas a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE).

A Vereadora Alessandra do Brumado comentou a reunião: “Tivemos hoje um quadro parcial de como está a situação da bacia do Paraopeba. Entendemos a importância de nosso rio para o abastecimento da RMBH, mas temos que estar atentos às ações pretendidas pela Copasa. De toda a forma, a Copasa deve fazer estudos e entrar com um processo de outorga para captar água do Paraopeba para compor o abastecimento, o que acompanharemos de perto. Também vamos cobrar da empresa a Estação de Tratamento de Esgoto que a tanto tempo foi prometida e que nunca saiu do papel”, ressaltou.

01a

Vereadoras Alessandra do Brumado e Renata Parreiras participaram da reunião.

02b

Vereadoras Alessandra do Brumado e Renata Parreiras junto com o Presidente do CIBAPAR e Vice-Prefeito de Brumadinho, Breno Carone, e servidores do CIBAPAR.

03c

Conselheiros do CBH Paraopeba discutem a situação da bacia frente à crise hídrica na RMBH.

Jornal De Fato destaca Lei proposta pela Vereadora Alessandra do Brumado

A edição 170 do Jornal de Fato de Brumadinho destacou em matéria na página 5, a sanção da Lei 2.113/2014, originalmente proposta pela Vereadora Alessandra do Brumado e apoiada por todos os vereadores e com emendas do Vereador Reinaldo Fernandes.

Na matéria, o jornal destacou a atuação da Vereadora Alessandra do Brumado “que sempre denunciou o desperdício [de água] com piscinas, lavação de carros e mangueiras jorrando água”.

Ainda de acordo com a publicação, Brumadinho sai na frente de muitos outros municípios que só agora percebem a importância de que o Poder Público coíba o desperdício.

Para a Vereadora Alessandra do Brumado foi uma grata surpresa o destaque dado pelo jornal. “É muito bom percebemos a aprovação da população e dos meios de comunicação sobre nossas iniciativas na Câmara Municipal. Agora falta apenas que o Executivo regulamente a Lei 2.113/2014, através de Decreto Municipal para que ela possa efetivamente ser aplicada”, ressaltou Alessandra.

Veja abaixo a matéria do jornal De Fato:

 Scan0156

Concluída reforma da USF de Conceição de Itaguá

A previsão é que a USF de Conceição de Itaguá volte a funcionar a partir do dia 6 de fevereiro.

A Unidade de Saúde da Família de Conceição de Itaguá finalmente teve as obras de reforma concluídas, restando apenas a limpeza das instalações para que possa ser entregue à população.

A Vereadora Alessandra do Brumado esteve no local na manhã do dia 4 de fevereiro para acompanhar o término da obra.

“Certamente a USF trará mais conforto para os usuários de Conceição de Itaguá. Toda a espera para a entrega da reforma de nosso posto parece ter valido a pena”, disse Alessandra.

IMG_0663 IMG_0664

Moradores sofrem com falta de drenagem pluvial

A Vereadora Alessandra do Brumado encaminhou ofício à Secretaria de Obras solicitando que seja providenciada obras de drenagem pluvial nas ruas São Sebastião e Joaquim Alves, na Vila São Sebastião, Distrito de Conceição de Itaguá.

As fortes enxurradas que descem da Rua Joaquim Alves acabam por invadir uma residência na Rua São Sebastião por falta de drenagem pluvial adequada, prejudicando o morador.

“Ressaltamos que, desde 2014 a Secretaria de Obras está ciente da situação, tendo inclusive realizado uma visita ao local e afirmando que obras para a resolução dos problemas seriam iniciadas em janeiro de 2015, mas até agora nada foi feito de concreto. É claro que a Secretaria de Obras tem muito serviço no início de ano, mas não podemos deixar que a situação continue prejudicando o morador e se agrave ainda mais com as fortes pancadas de chuva que tem atingido a região”, disse Alessandra.

Veja abaixo o ofício e fotos:

Rua São sebartião 325

image (2) image (1) IMG_8411 IMG_8412