Polícia Militar afirma que aumento de efetivo em Brumadinho só acontecerá em 2017

Ofício da Assessoria Institucional do Estado Maio da Polícia Militar de Minas Gerais afirma ainda que o município não dispõe dos serviços 190 e 0800 da PM; e que o Comando no estado desconhece “qualquer reclamação dos moradores do município de Brumadinho em relação a falhas ou dificuldades no acionamento da PM”.

Não é de hoje que se discute segurança pública e a necessidade de aumentar o efetivo da PM no município de Brumadinho.

Recentemente, temos presenciado o crescimento de roubos e assaltos a mão armada em todo o município. A agência dos Correios da cidade já foi assaltado pelo menos três vezes nos últimos dois meses. Nas redes sociais, já se tornou chacota e motivo de gozação a divulgação dos assaltos que os correios tem sofrido.

A Vereadora Alessandra do Brumado é autora dos pedidos de realização de várias Audiências Públicas sobre Segurança Pública realizadas na Câmara de Brumadinho e encaminhou, ainda em março deste ano, ofício para o Deputado Federal Laudívio Carvalho solicitando apoio nas reivindicações da melhoria da segurança pública de Brumadinho junto ao Governo do Estado de Minas Gerais.

O Deputado encaminhou na manhã do dia 27 de agosto, em resposta ao ofício de Alessandra, comunicação da Assessoria Institucional do Estado Maior da Polícia Militar de Minas Gerais (Ofício nº 71.112/2015).

No documento, a PM informa que o aumento do efetivo de Policiais Militares para Brumadinho só deve acontecer em 2017, “após a formatura do Curso de Formação de Soldados”. Diz ainda que Brumadinho não dispõe dos serviços 190 e 0800 em razão da grande extensão territorial e a localização geográfica, o que “impossibilita a disponibilização destes serviços”.

Afirma o documento que o número do telefone fixo da PM de Brumadinho (3571-6066) para atendimento da população é amplamente divulgado e que o comando da PM no estado desconhece “qualquer reclamação dos moradores do município de Brumadinho em relação a falhas ou dificuldades no acionamento da PM”.

Outro ponto interessante do ofício nº 71.112/2015 é com relação ao antigo posto da PM que se localizava na entrada da cidade. O documento afirma que o espaço funcionava como espaço destinado como apoio para registro de ocorrências. “Atualmente, esse espaço físico é destinado ao posicionamento estratégico de viaturas. Durante todos os turnos de serviço, viaturas realizam ponto base no local e os policiais militares, desembarcados, desencadeiam ações e operações”.

Também afirma o ofício que o município de Brumadinho tem recebido, através da PM, “ações preventivas no combate a criminalidade: instalação da Rede de Vizinhos Protegidos, reativação do CONSEP com reuniões comunitárias mensais, operações em parceria com a Polícia Civil com cumprimento de 20 mandados de busca e apreensão com êxito neste semestre emprego do PROERD nas escolas conforme demanda operacional, operações blitzen e emprego da Patrulha Rural.”

Sobre a incidência de crimes em Brumadinho, o Comando da PM afirma que, “no período de janeiro a junho de 2015, no município de Brumadinho, apresentou uma queda no número de registros de crimes de estrupo, homicídio tentado e consumado, lesão corporal, vias de fato e dano, quando comparado com o mesmo período de 2014 e percebe-se um aumento no número de ocorrências de tráfico de drogas na cidade e no número de armas de fogo apreendidas”.

Ao que parece, o Comando Estadual da Polícia Militar não está muito bem informada com relação às necessidades e demandas de Brumadinho. Fato é que a população se sente, dia após dia, mais desprotegida e a mercê de uma crescente onda de crimes, roubos e assaltos.

O Deputado Federal, Laudívio Carvalho, reconheceu a divergência das informações entre PM e população e propôs à Vereadora Alessandra do Brumado que seja criada uma comissão para levar as demandas e reivindicações da população ao Comando da Polícia Militar. Laudívio se prontificou a ir, juntamente com a comissão, a uma reunião com o Comando da PM para discutir as necessidades e formas de melhorar a segurança pública em Brumadinho.

A Vereadora Alessandra do Brumado discordou de vários pontos levantados na comunicação da PM. “Me parece que as informações prestadas pela Assessoria Institucional do Estado Maior da PM não condiz com a realidade que enfrentamos em Brumadinho. Vamos criar uma Comissão de Segurança Pública, juntamente com o Deputado Federal Laudívio Carvalho, para discutir e reivindicar junto ao Governo do Estado e ao Estado Maior da PM ações e melhorias para a segurança pública de nossos cidadãos”, afirmou Alessandra.

Veja abaixo o ofício de Alessandra e a resposta da Secretaria de Estado de Defesa Social e do Estado Maior da Polícia Militar de Minas Gerais:

Scan0021 Scan0022 Scan0023 Scan0024 Scan0025 Scan0026 Scan0027

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s