Poço perfurado em Conceição de Itaguá já produz bom volume de água

O poço artesiano que começou a ser perfurado no dia 28 de agosto em Conceição de Itaguá começou a produzir água na manhã de hoje (1º de setembro). Foram perfurados cerca de 102 metros até atingir o nível da água.

A água captada neste poço deverá ser destinada para o compor o abastecimento do Bairro Retiro do Brumado. Os trabalhos de perfuração no local é o resultado de constantes reuniões e reivindicações de representantes da comunidade e da Vereadora Alessandra do Brumado junto à Copasa e à Odebrecht.

De acordo com a Vereadora Alessandra do Brumado, a perfuração de poços beneficiarão tanto o Retiro do Brumado, quanto o restante de Conceição de Itaguá. “Queremos viabilizar, através desses poços, novos pontos de captação para o abastecimento do Retiro do Brumado, assim, a água captada na Fazenda do Tanque, que hoje abastece tanto o Retiro quanto o restante da comunidade, será direcionada em seu maior volume para Conceição de Itaguá, promovendo um maior volume de abastecimento em todo o distrito”, disse Alessandra.

O poço deve ser equipado em breve.

Veja as imagens:

02    01

 

Bairro Salgado e Filhos receberá obras de infraestrutura no abastecimento de água

A Odebrecht iniciará, na segunda quinzena de setembro, obras de infraestrutura para melhoria do serviços de distribuição de água no Bairro Salgado e Filhos. A empresa divulgou o início da obra durante a reunião com a Secretaria de Meio Ambiente, realizada no dia 28 de agosto, em que se discutiu, juntamente com a Copasa, o abastecimento do Bairro Retiro do Brumado, em Conceição de Itaguá (veja aqui). A Vereadora Alessandra do Brumado deu a notícia aos vereadores durante a reunião Plenária da Câmara de Brumadinho, ainda no dia 28.

Alessandra foi a intermediadora do diálogo entre moradores do Bairro Salgado e Filhos, Odebrecht e a diretoria da Copasa. Em uma reunião no dia 28 de abril, moradores do bairro estiveram com a Vereadora Alessandra do Brumado, representantes da Odebrecht e o Diretor Metropolitano da Copasa, Juarez Amorim. Na ocasião os moradores discorreram sobre os problemas de abastecimento de água enfrentados (veja aqui). Juarez Amorim se comprometeu em buscar soluções para a situação, o que finalmente vai acontecer.

“É muito bom saber que a Copasa e a Odebrecht estão sensíveis aos problemas enfrentados pelos moradores do Bairro Salgado e Filhos, que a tempos sofrem com a falta constante de água. Só temos que agradecer a todos que estão empenhados para promover a melhoria da qualidade de vida dos moradores desse bairro”, disse a Vereadora.

foto_protegida.php

Vista parcial do Bairro Salgado e Filhos. Foto retirada da internet.

Mudança de condicionante da Copasa poderá beneficiar diversas comunidades de Brumadinho

A alteração da condicionante 23 do licenciamento para a ampliação do Sistema Rio Manso, requerida pela comunidade de Conceição de Itaguá abre caminho para atendimento de comunidades do entorno da sede.

A Vereadora Alessandra do Brumado, representantes da Odebrecht, Copasa e o Secretário de Meio Ambiente, Hernane Abdon, se reuniram na manhã desta quinta-feira (28 de agosto) para tratar da troca de condicionantes que permite que a Copasa opere no Bairro Retiro do Brumado. O encontro se deu em razão da reunião em Conceição de Itaguá, no dia 30 de julho, onde a comunidade decidiu por unanimidade que o mais importante naquele momento era que a Copasa operasse o abastecimento de água no Bairro Retiro do Brumado (veja artigo a respeito aqui).

No encontro entre Vereadora, Copasa, Odebrecht e o Secretário de Meio Ambiente, foi ponderada a prioridade para a comunidade. A Odebrecht se manifestou favoravelmente à alteração por já contar com uma rota alternativa e não necessitar de uma alça viária para realizar os trabalhos de ampliação no reservatório. Antônio Carlos, representante da Odebrecht apresentou ainda um projeto de implantação do sistema de abastecimento de água no Retiro do Brumado, com cronograma para a implantação em até 8 meses. A Copasa também se manifestou favorável à mudança da condicionante.

A Secretaria de Meio Ambiente ficou responsável de requerer, junto ao COPAM, a substituição da condicionante, tendo como fundamentação os documentos entregues pela Vereadora Alessandra do Brumado, que comprovam a vontade da comunidade e a irrelevância de uma alça viária neste momento.

Durante a reunião foi destacado que a implantação do sistema para abastecer a comunidade do Retiro do Brumado poderá ainda ser ampliado para abastecer regiões do entorno da sede como o Tejuco, que sofre com a falta de água na região (veja ata da reunião no fim deste artigo).

Para a Vereadora Alessandra do Brumado, hoje foi dado um passo importante para a melhoria do abastecimento não só em Conceição de Itaguá e Retiro do Brumado, mas também para outras comunidades do município. “Entendemos a importância da alça viária para o distrito, no entanto a comunidade percebeu que o mais importante neste momento é o abastecimento de água, tendo em vista que a comunidade sofre diariamente com a constante falta de água. A implantação do sistema de distribuição de água da Copasa no Retiro do Brumado poderá beneficiar ainda o restante de nossa comunidade e outras localidades que sofrem com a falta de água em nosso município, como é o caso do Tejuco. Ficamos muito felizes por esta oportunidade de poder contribuir com todos que sofrem com problemas de abastecimento. Temos que agradecer a Odebrecht, Copasa, Prefeito Antônio Brandão e a Secretaria de Meio Ambiente pela sensibilidade e por se esforçarem para ajudar nossas comunidades”, disse.

Alessandra ressaltou ainda que o abastecimento do Retiro do Brumado pela Copasa corresponde ao aumento do volume de água para o restante de Conceição de Itaguá. “Hoje a água do distrito é dividida ente Retiro do Brumado e Conceição de Itaguá, com o abastecimento do Retiro pela Copasa, a água será totalmente direcionada para Conceição de Itaguá ampliando a oferta para a comunidade e resolvendo os problemas de abastecimento”, finalizou a Vereadora.

IMG_5623

Reunião aconteceu na Secretaria de Meio Ambiente e contou com a participação de representantes da Odebrecht, Copasa e da Vereadora Alessandra do Brumado.

Veja ata da reunião:

Scan0018 Scan0019

Copasa perfura novo poço artesiano em Conceição de Itaguá

Uma sonda da Copasa já está em Conceição de Itaguá fazendo a perfuração de um novo poço artesiano. O objetivo com o novo poço é aumentar a oferta de água potável para o Bairro Retiro do Brumado.

Após a análise de várias áreas para essa perfuração por um geólogo da concessionária, no dia 5 de agosto, decidiu-se fazer a perfuração dentro da própria Copasa, próximo à portaria, no Bairro Retiro do Brumado (veja aqui).

Um poço já está produzindo

Um teste de vazão foi feito no poço já aberto na Rua Francisco Pinto de Lima, na Vila São Sebastião. Ficou constatado que este poço produz 1 litro de água por segundo. O novo poço que está sendo perfurado deverá compor esta vazão para abastecer a comunidade do Retiro do Brumado (veja o resultado do teste de vazão abaixo).

Para a Vereadora Alessandra do Brumado, a abertura deste posso é importante para a comunidade. “Precisamos de mais um poço com vazão de pelo menos 5 litros por segundo para conseguir abastecer com certa tranquilidade o Bairro Retiro do Brumado. Estamos confiantes que vamos conseguir um bom volume de água com este novo poço. Se os poços abertos tiverem vazão suficiente para abastecer todo o Retiro, a água captada na Fazenda do Tanque poderá ser revertida para o abastecimento de Conceição de Itaguá, ficando as duas comunidades abastecidas com certa tranquilidade”, disse Alessandra.

IMG_5597

Sonda da Copasa se instala para perfuração de novo poço artesiano em Conceição de Itaguá.

Test Vazão Conc Itaguá- Poço C-03 001

Teste de vazão do poço aberto na Rua Francisco Pinto de Lima, na Vila São Sebastião em Conceição de Itaguá: 1 litro por segundo.

Alessandra participa de reunião do COMUTRAN

A Vereadora Alessandra do Brumado participou, na manhã do dia 22 de agosto, da reunião do Conselho Municipal de Transporte e Trânsito de Brumadinho (COMUTRAN). Constava na pauta de discussão mudanças no regimento interno do conselho e o aumento das tarifas de serviços de taxis em Brumadinho.

O regimento interno do COMUTRAN foi lido integralmente e discutido entre os conselheiros e os cidadãos presentes. Uma nova redação, com as alterações propostas deve ser apresentada e votada na próxima reunião do conselho.

Com relação ao aumento das tarifas de taxi, a Presidente do COMUTRAN e Secretária de Administração, Valéria Moreira, retirou o item de pauta, por não ter sido encaminhado ao conselho, justificando o aumento, as planilhas de custos atualizada dos taxistas. De acordo com a presidente, o último aumento das tarifas de taxi ocorreram em 2011.

Valéria lembrou também que o último aumento das tarifas do transporte público municipal administrado pela empresa Turilessa também se deu em 2011. A Turilessa também pretende reajustar os valores das tarifas, mas o COMUTRAN exige que a empresa apresente as planilhas de custo atualizadas, justificando a necessidade de aumento. O que a empresa não fez até o momento.

Também foi informado durante a reunião o apostilamento do contrato (uma espécie de registro para a modificação, inclusão ou ajuste de uma cláusula contratual) entre Prefeitura de Brumadinho e Turilessa, que deve ser publicado no Diário Oficial do Município (DOM) nos próximos dias. O apostilamento prevê prazos para que a Turilessa cumpra as Ordens de Serviço (OS) que a prefeitura encaminha à empresa. Segundo o documento, a Turilessa terá 30 dias para atender às ordens de serviço que determinem alteração de rota e horário dos ônibus, e de 90 dias para as OS’s que determinem a criação de novas linhas.

A Vereadora Alessandra do Brumado acompanhou atentamente a reunião, deu opiniões sobre o regimento interno, principalmente no que diz respeito à paridade, a participação popular e a atuação do Legislativo junto ao conselho. “O COMUTRAN é um conselho muito importante para o município. Temos que acompanhar e contribuir para que o conselho funcione de forma plena, com participação efetiva da sociedade civil organizada, zelando pela qualidade de nosso transporte público”, ressaltou a Vereadora.

Alessanra participa de reuniao do COMUTRAN

Vereadora Alessandra do Brumado participou da reunião do COMUTRAN

Alessandra propõe emendas à Lei do Orçamento Participativo em tramitação na Câmara

Projeto de Lei protocolado pela Prefeitura na Câmara Municipal ainda é limitado e pouco inclusivo

A Prefeitura de Brumadinho encaminhou, no dia 1º de agosto, à Câmara Municipal, Projeto de Lei 100/2014 que institui o Orçamento Participativo no município. O objetivo com o projeto é fomentar a participação popular na tomada de decisões sobre o orçamento do município e sua aplicação.

Mesmo sendo uma boa iniciativa da Prefeitura, inclusive uma das promessas de campanha da atual administração, o Projeto de Lei versa pouco sobre a participação popular no acompanhamento dos processos de elaboração das peças orçamentárias e na fiscalização da execução do Orçamento Participativo.

Pensando nisto, a Vereadora Alessandra do Brumado propôs emendas, alterando a redação original e aprimorando o Projeto de Lei. Uma das emendas da Vereadora é a criação do Conselho do Orçamento Participativo, que possui, entre outras incumbências, a coordenação do Orçamento Participativo, zelando para que prevaleça o interesse coletivo.

Outra emenda foi a criação de Delegados que representarão suas comunidades nas atuações e decisões do Conselho do Orçamento Participativo.

Alessandra propôs ainda que o prazo para o início das obras aprovadas seja de 180 dias após cumpridas as formalidades e condicionantes de cada obra, e não de 1 ano, como proposto no texto original.

A Vereadora ainda redefiniu os recurso mínimos destinados para o orçamento, passando de 2% para 5% da Receita Corrente Líquida do Município e que o Orçamento Participativo aconteça todos os anos e não “bienalmente”, como na proposta original.

Para Alessandra, o Projeto de Lei em sua forma original estabelece de forma vaga a criação do Orçamento Participativo. “Entendemos que tais alterações se fazem fundamentais para que o Orçamento Participativo em nosso município seja uma realidade de fato e não um mero artifício jurídico, potencializando seu caráter público/social à participação efetiva das comunidades de Brumadinho em sua construção”, ressaltou a Vereadora na mensagem da Proposta de Emendas.

Vereadora já havia proposto, por duas vezes, o Orçamento Participativo no município

Alessandra já havia proposto nos anos de 2013 e 2014 proposta de implantação do Orçamento Participativo em Brumadinho. Porém, os Projetos de Lei foram reprovados com a alegação, da assessoria jurídica da Câmara e de alguns vereadores, de que a proposição padecia de “vício de iniciativa”.

Para a Vereadora, o mais importante é que a população seja contemplada com esta importante Lei. “As proposições feitas por mim não foram aprovadas na Câmara, mas agora temos a oportunidade de tornar realidade esta importante Lei. Espero que possamos aprovar este projeto com nossas emendas, o que certamente trará muitos benefícios para toda a população de Brumadinho”, disse.

Veja o Projeto de Lei encaminhado pelo Executivo e a Proposta de Emendas da Vereadora Alessandra do Brumado:

Scan0008 Scan0009 Scan0010 Scan0011 Scan0012 Scan0013 Scan0014