Retiro do Brumado: transporte público continua deficiente

A comunidade do Bairro Retiro do Brumado, em Conceição de Itaguá, há muito tempo reclama do itinerário feito pela linha de ônibus circular 008, que faz o trajeto Conceição de Itaguá / Sede. Os moradores pedem que as referida linha passe a circular também nas ruas 5, 6, 8, 10 e 11, por dentro do Bairro Retiro do Brumado. A razão é que os moradores destas ruas tem de andar até 2 km a pé até o ponto de ônibus mais próximo para ter acesso ao transporte público.

Um morador do bairro Retiro do Brumado procurou Alessandra solicitando que ajudasse na intensão de solicitar a mudança no itinerário. A Vereadora orientou que fizessem um abaixo-assinado reivindicando as alterações e, após colhidas as assinaturas, encaminhou este abaixo-assinado para a Secretária de Administração, Valéria Moreira, no dia 16 de junho, solicitando que a Prefeitura interviesse junto à empresa concessionária (Turilessa) no sentido de acatar as alterações solicitadas pelos moradores. “Tal alteração proporcionará mais conforto e comodidade aos moradores que utilizam o transporte público diariamente”, disse a Vereadora em seu ofício encaminhado à secretária.

Porém, até o momento, a Vereadora não recebeu nenhuma resposta da Secretaria de Administração a respeito desta solicitação. Alessandra ainda entrou em contato com a secretaria, por telefone, diversas vezes perguntando se seriam tomadas medidas neste sentido e quais medidas seriam essas, mas não obteve nenhuma resposta.

Para a Vereadora, tal atitude é prova de descaso do Executivo para com as necessidades da comunidade do Retiro do Brumado. “Não deram nenhuma resposta, como se não houvesse reivindicações neste sentido. Recentemente a população do Distrito de Aranha fez duas manifestações parando o trânsito na localidade para ter suas reivindicações atendidas, tudo indica que nós em Conceição de Itaguá precisaremos ter as mesmas atitudes para conseguirmos a atenção do Executivo e nossas demandas atendidas”, disse Alessandra.

Veja abaixo o ofício encaminhado pela Vereadora:

Scan0001

Alessandra propõe Projeto de Lei autorizando Conceição de Itaguá a administrar seu serviço de fornecimento de água

A Vereadora Alessandra do Brumado protocolou na tarde de hoje (17/07/2014) Projeto de Lei 94/2014 que autoriza o distrito de Conceição de Itaguá a administrar o seu serviço de fornecimento de água potável e dá outras providências.

De acordo com a mensagem do projeto, a matéria visa “visa permitir que a comunidade de Conceição de Itaguá administre, através de uma associação devidamente constituída, o seu próprio sistema de abastecimento de água. O presente Projeto de Lei altera a Lei 1.931/2012 que autorizava que apenas o loteamento ‘Retiro do Brumado’ administrasse o seu sistema de abastecimento de água, ampliando a autorização para todo o Distrito de Conceição de Itaguá. Conforme escritura pública de indenização e desapropriação, por efeito do Decreto Municipal 21/1966, a serventia da água de Conceição de Itaguá é para uso de toda a comunidade, sendo, portanto fundamental que seja distribuída a todo o distrito de forma igualitária, não se limitando apenas a um bairro ou região”.

De acordo com Alessandra, a matéria é de grande relevância, tendo em vista os frequentes problemas oriundos da precariedade da rede de abastecimento da comunidade, assim como a diminuição constante do volume de água captada para o abastecimento no Distrito. Cabe salientar ainda que a comunidade de Conceição de Itaguá não optou pela adesão à prestação destes serviços pela COPASA, como constou da última consulta pública realizada, porém a comunidade é unânime em reconhecer que é importante que haja uma administração “formal” dos recursos hídricos de Conceição de Itaguá, com a instalação de hidrômetros, o que ficou evidente em várias audiências públicas realizadas na comunidade.

De acordo com o texto do Projeto de Lei, a administração dos recursos hídricos ficará a cargo de uma associação que será formada exclusivamente para este fim, com participação de todos os cidadãos que manifestarem interesse, de forma democrática e abrangente.

“Devemos salientar ainda que o Projeto de Lei ora apresentado estabelece ainda a isenção de pagamento da tarifa (que é de apenas 70% da praticada pela COPASA) para o morador que consumir até o limite de 20.000 litros/mês. Uma forma de fomentar o consumo consciente e a economia de água em Conceição de Itaguá, além de não onerar as famílias de baixa renda no distrito. Os recursos oriundos do pagamento das tarifas serão revertidos para a manutenção, ampliação e melhoria da rede de abastecimento da comunidade, não tendo como objetivo o acúmulo de capital por parte da associação”, ressaltou a mensagem da Vereadora.

Alessandra ressaltou ainda que a tarifa é referente apenas ao serviço de tratamento e distribuição de água, não havendo, portanto, nenhum outro tipo de tributação, como por exemplo, taxa de esgoto que é cobrada pela COPASA em aproximadamente 50% da tarifa da água.

A comunidade busca ainda por mais alternativas de abastecimento, como a abertura de poços artesianos em parceria com a Odebrecht e a COPASA, no entanto é necessário o uso consciente de nossos recursos naturais e o combate ao desperdício.

“Finalmente, entendemos que a promoção de boas práticas de consumo e utilização de nossos recursos hídricos, assim como a educação ambiental dentro do distrito, é fundamental para promover um abastecimento eficiente e sem problemas futuros na oferta de água em toda Conceição de Itaguá. Valorizando e zelando pelo maior bem de nossa comunidade: a água”, concluiu Alessandra.

Veja abaixo o Projeto de Lei:

Scan0001 Scan0002 Scan0003

Alessandra do Brumado apoia reivindicações de usuários do transporte público intermunicipal

Ainda não se chegou a uma solução para os problemas enfrentados pelos usuários do transporte público intermunicipal em Brumadinho e região. Os usuários reclamam das mudanças ocorridas a partir da inauguração do terminal de Sarzedo, como:

1 – tempo de viagem aumentou para mais de 3 horas;

2 – A obrigatoriedade de adquirir um cartão “ótimo” para continuar pagando a tarifa de R$ 6,45 (pagando em dinheiro o valor cobrado é de R$ 9,50);

3 – A exclusão da linha que fazia o trajeto Brumadinho ao centro de BH, pela BR 381;

4 – Desconforto no terminal de Sarzedo e a superlotação dos ônibus, que são disputados por usuários de Brumadinho, Mário Campos e Sarzedo, entre outras reclamações.

O grupo “Queremos um transporte coletivo que atenda as necessidades da população” foi criado no site de relacionamentos Facebook,  está recolhendo assinaturas entre os usuários para um abaixo assinado pedindo a reavaliação do sistema e a retirada da linha de Brumadinho do terminal de Sarzedo, voltando o itinerário direto para Belo Horizonte, via Barreiro, Av. Amazonas e BR 381.

A Audiência Pública que será realizada na Câmara de Brumadinho, no dia 7 de agosto, para tratar dos problemas relativos ao transporte coletivo no município também foi uma iniciativa de Alessandra, através dos Requerimentos 27 e 34 de 2014. A Vereadora quer que a empresa concessionária, tanto do transporte municipal quanto do intermunicipal, apresente propostas de melhorias no município. “Já tínhamos muitas reclamações e reivindicações dos usuários de Brumadinho. Tanto que os requerimentos para as audiências datam de abril e junho de 2014, respectivamente. Agora os problemas se agravaram ainda mais com as mudanças decorrentes da criação do terminal de Sarzedo. A empresa precisa sanar estes problemas e apresentar proposta na Audiência Pública”.

Uma reunião foi realizada na tarde do dia 16 de julho com Prefeitos e representantes da Secretaria de Estado de Transportes e do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano (Sintram), mas nenhuma medida efetiva foi tomada para a resolução dos problemas enfrentados pelos usuários.

Para a Vereadora Alessandra do Brumado as alterações prejudicaram os usuários e mudanças precisam ser feitas para melhorar os serviços. “Os pontos negativos da alteração no sistema de transporte intermunicipal que foram levantados precisam ser contemplados e sanados pelas autoridades responsáveis, por isso estamos, junto com os usuários, colhendo assinaturas para o abaixo-assinado que será encaminhado às autoridades responsáveis e ao Ministério Público. O usuário não pode ser prejudicado como está acontecendo. Precisamos de um sistema de transporte intermunicipal eficiente e não que contemple apenas os interesses de empresários do setor,” ressaltou Alessandra.

Os interessados podem assinar o documento na Câmara de Brumadinho, no gabinete da Vereadora Alessandra do Brumado, ou nos seguintes pontos:

Bar meu no Bairro Progresso; Sacolão em frente a Cadeia; Bar do Adão no Bairro José de Sales Barbosa (Residencial Bela Vista) na Rua Antônio Henriques de Sales, nº 34; Padaria Nossa Senhora da Conceição de Conceição de Itaguá; Boteco da Preta na Vila São Sebastião em Conceição de Itaguá; com a Dona Cristina do Bairro São Judas. O abaixo-assinado será recolhido na sexta-feira, dia 18/07/2014 para encaminhamento.

Reclamações entre os usuários de Brumadinho são antigas

As reclamações dos usuários de Brumadinho com relação aos serviços de transporte municipal e intermunicipal no município são antigas. Em janeiro deste ano, a Vereadora Alessandra do Brumado já havia entrado com uma representação no Ministério Público de Brumadinho reclamando das diversas audiências públicas realizadas no município, reivindicações apresentadas pelos usuários e nenhuma atitude da empresa concessionária para melhorar o serviço. No documento, datado de 29 de janeiro de 2014, a Vereadora solicita que a Promotoria intervenha junto ao Executivo Municipal “para que este promova um novo estudo técnico contemplando a realidade de nosso município hoje, proporcionando um transporte público de melhor qualidade para nossos cidadãos, com tarifas justas”.

10488055_938150342867954_7290173653250103876_n

Depois de denúncia no MP, farmácia especial volta a ter medicamentos

 

Depois de denúncia e cobranças da Vereadora Alessandra do Brumado, Secretaria de Saúde regulariza situação da Farmácia Especial do município.

A falta de medicamentos na Farmácia Especial de Brumadinho gerou muitas reclamações por parte de usuários. Tendo recebido esta demanda, a Vereadora Alessandra do Brumado entrou em contato com a Secretaria de Saúde para procurar resolver este problema, o que não aconteceu e fez com que a Vereadora entrasse no Ministério Público a fim de resguarda o direito da população aos medicamentos (veja aqui).

A Promotora de Justiça, Maria Alice Alvim Costa Teixeira solicitou informações à Secretaria de Saúde neste sentido e foi devidamente respondida (veja a resposta no fim deste artigo). Na resposta o Secretário de Saúde, José Paulo da Silveira Ataíde, informou a respeito dos entraves do Pregão Presencial 029/2014, que teve impugnações visando a alteração dos prazos e desacordos entre Secretaria e a empresa vencedora da licitação, a Medway Log Comércio e Serviços Ltda.

Finalmente, o Secretário informou que a empresa entregou os medicamentos em falta no dia 7 de julho e que a partir do dia 8 o atendimento foi normalizado na Farmácia Especial.

Secretaria se nega a dar cópia de ata para Alessandra

No dia 3 de julho, a Vereadora Alessandra do Brumado solicitou cópia da Ata de Registros 01/2014 para a aquisição de medicamentos não padronizados do SUS. A Secretaria se negou a fornecer o documento, e dado a insistência da Vereadora, permitiram que Alessandra visse a ata, mas que só liberariam cópia por meio de um requerimento formal.

Alessandra redigiu de próprio punho o requerimento (veja o documento no fim deste artigo), porém, até o dia de hoje (14/07) a Secretaria não encaminhou à Vereadora cópia da ata.

Scan0039 Scan0040

 

Resposta do Secretário de Saúde à Promotora de Justiça de Brumadinho

Scan0038

Requerimento feito de próprio punho pela Vereadora Alessandra do Brumado, solicitando cópia da ata na Secretaria de Saúde

Alessandra viabiliza mais um veículo para a Saúde de Brumadinho

Carro será comprado com recursos de emenda parlamentar do Deputado Mário Henrique Caixa, a pedido da Vereadora Alessandra do Brumado.

Terminou na manhã de hoje (3 de julho) a licitação para a aquisição de mais um veículo para a Secretaria de Saúde de Brumadinho. O carro, um Uno Economy, será comprado com recursos de emenda parlamentar liberada pelo Deputado Estadual Mário Henrique Caixa, no valor de 32 mil reais, a pedido da Vereadora Alessandra do Brumado.

O automóvel será destinado para atender a Unidade de Saúde da Família de Marinhos e Região, o que já tinha sido previamente acertado pela Vereadora.

De acordo com Alessandra, as regiões do interior de Brumadinho precisam de mais atenção dos gestores públicos. “Acredito na descentralização das ações das políticas públicas, nós, como representantes do povo, temos que começar a olhar para as regiões onde os benefícios das políticas públicas têm mais dificuldades para chegar. Entendo que este veículo visa facilitar os atendimentos , assim como agilizar o transporte para Brumadinho e Belo Horizonte, quando necessário. Tendo em vista do USF está localizado a mais de 30 km da sede do Município”, ressaltou a Vereadora.

O carro deverá estar disponível para a USF de Marinhos e região em, no máximo, 20 dias.

10487291_930786090271046_3622356017621995630_n

Falta medicamentos no SUS de Brumadinho

Na última semana a Vereadora Alessandra do Brumado foi procurada por vários munícipes que reclamavam da falta de medicamentos não padronizados para pacientes do SUS na Farmácia Especial do Município de Brumadinho (Secretaria Municipal de Saúde).
Alessandra procurou o Secretário de Saúde, José Paulo Silveira Ataíde, juntamente com a responsável da farmácia, Larissa Amorim, para esclarecimentos. Foi entregue à Vereadora um documento onde a MEDWAY LOG COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA, vencedora do Processo Administrativo nº 041/2014 (Modalidade Pregão para registro de Preços 001/2014, para aquisição de medicamentos não padronizados para pacientes do SUS no Município de Brumadinho/MG), havia entrado na 2ª Vara de Comarca de Brumadinho-MG com um pedido de PRORROGAÇÃO DO PRAZO PARA ASSINATURA da referida Ata, em razão da impetração de MANDADO DE SEGURANÇA PREVENTIVO, COM PEDIDO DE LIMINAR. O Secretário informou que “nada poderia fazer, enquanto a Justiça não se manifestasse sobre o fato”.
Alessandra questionou se não haveria outras possibilidades de providências a serem tomadas, como: compra em caráter de urgência, justificando a necessidade da medicação. “Os pacientes podem ter seu quadro clínico agravado ou até vir a falecer pela falta da medicação”, ressaltou a Vereadora.
O Secretário informou que não tinha orçamento para a compra fora da licitação, e que todas as possibilidades de compra já tinham se esgotado anteriormente. Na oportunidade, Alessandra questionou também a falta do cloridrato de sertralina, medicamento utilizado no tratamento da depressão. Foi repassado que a medicação tinha previsão de chegar até a sexta-feira (27/06). Na quarta-feira (25/06), Larissa informou que havia chegado 50.000 (cinquenta mil) comprimidos.
Em relação à falta dos demais medicamentos e não satisfeita com a informação repassada pelo Secretário, a Vereadora procurou a 2ª Vara da Comarca de Brumadinho, a fim de me informar melhor sobre o Processo nº 0090.14.002159-4 que tratava do mandado. Após dar uma lida, identificou-se que a informação repassada pelo Secretário era procedente e que a empresa MEDWAY LOG COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA discordava com os prazos para entrega dos medicamentos conforme previsto no Edital. Foi possível identificar também, que a Juíza da Comarca de Brumadinho, Dra. Juliana Beretta Kirche Ferreira Pinto, tinha solicitado um prazo de 10 dias para levantamento de informações, sendo a liminar protocolada no dia 13/06/2014 pela empresa, o prazo tinha encerrado no dia 23/06/2014. Alessandra questionou quais providências teriam sido tomadas. A informação era de que dependia da Juíza, e que infelizmente, a Dra. Juliana estava de licença médica até o dia 01/07/2014.
Por se tratar de um caso de grande relevância, Alessandra procurou o Ministério Público do Estado de Minas Gerais e relatou o fato, solicitando a atuação ministerial para verificar a possibilidade de ver sanada a falta dos medicamentos.
Alessandra procurou ainda o Prefeito, Sr. Antônio Brandão, para relatar o acontecido. O mesmo, imediatamente, solicitou a presença do Secretário de Saúde, Sr. José Paulo, para apurar os fatos e ver quais medidas poderiam ser tomadas. Haja vista que, nos últimos dias, alguns pacientes tinham o procurado, relatando a falta de medicamentos.
Sabedor da necessidade e da urgência na resolução do problema, Brandão ficou muito preocupado, “precisamos ter um plano B, os pacientes não podem ficar sem medicação”, disse na ocasião.
Na presença do Prefeito, Sr. Antônio Brandão, o Secretário de Saúde, Sr. José Paulo, informou, que havia aberto um processo para compra dos medicamentos não padronizados pelo SUS, em caráter de urgência, por 03 (três) meses e que a informação sobre a falta de insulina, não procedia.
Em contato com o Setor de Compras/Licitação da Secretaria de Saúde, hoje (30/06), às 12:20 horas, foi informado que “não tem uma data prevista para a realização da compra”.
Enquanto representante do povo, a Vereadora Alessandra do Brumado acompanhará o desfecho desta situação, comprometendo-se a dar maiores informações.

10502471_928936893789299_479845032948124628_n 10488400_928936883789300_7714794047251913253_n

Copasa e Odebrecht apresentam projeto para abastecimento do Retiro do Brumado

Diretoria da Copasa e Odebrecht apresentaram, durante reunião com a comunidade de Conceição de Itaguá e a Vereadora Alessandra do Brumado, no dia 11 de junho, em Belo Horizonte, o Projeto Básico Hidráulico para o abastecimento de água potável do Bairro Retiro do Brumado.

De acordo com a estatal serão necessários recursos da ordem de 4 milhões de reais para realizar as obras de abastecimento. Segundo o Diretor Metropolitano, Juarez Amorim, o projeto será colocado como prioridade da Diretoria para o orçamento de 2015.

Alça viária e poços artesianos

Durante a reunião foram apresentados os avanços na compra do terreno onde será construída a alça viária em Conceição de Itaguá. De acordo com o laudo de avaliação, a compra dos terrenos custará cerca de 1,4 milhões de reais. As negociações estão sendo realizadas por Robson Reis da Divisão de Negociação de Áreas da Copasa.

Os poços artesianos, que já foram locados pela Divisão de Água Subterrânea, devem começar a ser perfurados na última semana de junho. Uma nova reunião para avaliação destas e outras ações foi marcada para o dia 16 de julho, na sede da Copasa, em Belo Horizonte.

IMG_0070 IMG_0064

Após manifestação em Aranha, Moradores, Prefeitura, Câmara e representantes da Turilessa discutem melhorias para o transporte público

Cansados com o sistema deficiente de transporte público municipal e intermunicipal, a população do Distrito de Aranha, em Brumadinho, resolveram se manifestar na manhã do dia 4 de junho. Moradores queimaram pneus, carcaças de carros e fecharam a estrada que dá acesso ao distrito.

Devido a manifestação, representantes da Prefeitura de Brumadinho, Turilessa (empresa concessionária do transporte público em Brumadinho), as Vereadoras Alessandra do Brumado e Renata Parreiras e uma comissão formada por moradores do Distrito de Aranha, se reuniram para discutir ações para melhoria do transporte.

Foram levantadas duas principais reivindicações dos moradores do Distrito de Aranha:

1 – Criação de uma nova linha, passando dentro  das comunidades de São José, Marinhos, Sapé, Colégio, Ribeirão, Lagoa e Aranha, com destino à Belo Horizonte, com saída às 5 horas e volta às 18 horas.

2 – Criar uma linha circular no interior com passagens mais baratas (a tarifa atualmente é de R$ 4,65).

Rubens Lessa, um dos proprietários da empresa Turilessa, presente à reunião, apresentou proposta, que será examinada pelo Conselho de Transito de Brumadinho (Comutran), onde a empresa diminuiria as tarifas do interior. Porém, tal  medida poderia ocasionar no aumento das tarifas da Sede.

A tarifa na Sede, atualmente, custa R$ 1,75, e caso esta proposta fosse aceita poderia chegar a custar até R$ 2,30, conforme informações não oficiais.

Para a Vereadora Alessandra do Brumado, é preciso ter cuidado com propostas como as apresentadas por Lessa. “Temos que ter cuidado com alterações desse tipo para não se tornarem um ‘cobertor curto’. Seria melhor que fossem realizados novos estudos e uma revisão da planilha de custos, tendo em vista que as estradas do interior, quando da assinatura do atual contrato com a Turilessa, tinham condições muito piores que as de hoje. Atualmente, boa parte do itinerário possui pavimentação asfáltica, mas estas melhorias no sistema viário não se refletem no preço final das passagens para os usuários do transporte público. Infelizmente”, ressaltou Alessandra.

Alessandra_Reuniao_04_06_2014

Reunião contou com a presença das Vereadoras Alessandra do Brumado e Renata Parreiras

Veja Nota de Esclarecimento sobre a reunião:

Scan0028

 

Copasa libera obras para melhoria do abastecimento de água nos Bairros Pires e Salgado Filho

As obras terão início em setembro com previsão de conclusão em 90 dias. Cronograma foi assinado pelo Presidente da Copasa

Uma excelente notícia para os moradores dos Bairros Pires e Salgado Filho foi divulgada durante reunião com moradores de Brumadinho, a Vereadora Alessandra do Brumado e a diretoria da Copasa, no dia 4 de junho, em Belo Horizonte.

A Copasa dará início a obras de melhoria da distribuição de água a esses bairros em setembro deste ano. A previsão de término é de 90 dias a partir do inícios das obras. Será construída uma adutora para a região, além da instalação de um novo reservatório e de uma estação elevatória de bombeamento.

Ainda com problemas de abastecimento

Os Bairros São Judas, Residencial Bela Vista, Cohab e Tejuco ainda sofrem com falta d’água. Os moradores presentes à reunião reclamaram que a Copasa ainda não conseguiu sanar os problemas nestes bairros e que sofrem constantes interrupções no abastecimento.

O Diretor da Copasa Wanderson Gonçalves Reis, responsável pelos distritos de Brumadinho, Ibirité, Sarzedo, Mário Campos, Bonfim, Belo Vale e Moeda, passou seu telefone pessoal para os moradores e pediu que este liguem para ele imediatamente, caso a água volte a acabar. A Copasa continuará monitorando para descobrir quais são as causas da constante falta de água na região, já que os profissionais de Brumadinho ainda não conseguiram identificar os problemas.

Os moradores reclamara  ainda da falta de comunicação entre a empresa  e os moradores destes bairros, uma vez que a Copasa não informa nos bairros quando a distribuição de água será interrompida. “Um verdadeiro descaso com a gente”, reclamou uma moradora. Wanderson disse que vai resolver também este problema de comunicação.

Tejuco não possui capacidade hídrica para a perfuração de poços

Os diretores da Copasa informaram ainda que a comunidade de Tejuco não possui capacidade hídrica para a perfuração de poços artesianos. Não existe água subterrânea. Dessa forma, a estatal vai fazer estudos a interligação do Tejuco ao sistema de abastecimento de Brumadinho. “Temos água suficiente para abastecer a região, a questão agora é fazer os estudos para viabilizar o transporte dessa água para a comunidade do Tejuco”, disse o Diretor Clébio Batista.

As reuniões e  propostas de melhoria do serviço de abastecimento de água feito pela Copasa surgiram a partir do pedido da Vereadora Alessandra do Brumado ao Diretor Metropolitano, Juarez Amorim, para que a empresa se reunisse e ouvisse as comunidades.

“Esta foi a segunda reunião com as comunidades dos Bairros Pires, Salgado Filho, São Judas, Residência Bela Vista, Cohab e Tejuco. Parte das demandas já estão sendo atendidas, mas ainda esperamos que a Copasa resolva os problemas nos Bairros Tejuco, São Judas e Residencial Bela Vista, que tanto sofrem com as constantes faltas de água”, ressaltou Alessandra.

01

Alessandra do Brumado conversa com os Clébio Batista e o Diretor Metropolitano da Copasa, Juarez Amorim

Alessandra participa de reunião que definiu postos de troca de ingressos para o Rodeio de Brumadinho

Nova Imagem22

A Vereadora Alessandra do Brumado participou da reunião realizada na Prefeitura de Brumadinho que definiu os postos de troca para a aquisição de ingressos do Rodeio de Brumadinho.

Ficaram definidos os seguintes postos de troca: Supermercado Casa Bruma, Casa Ourives, Irmãos Amorim e Super Luna. Segundo a Prefeitura, toda a arrecadação de alimentos será destinada a instituições assistenciais de Brumadinho.

Durante a reunião, Alessandra levantou questionamento sobre a venda de meia entrada. A Prefeitura atendeu a observação de Alessandra e definiu o pagamento de meia entrada não só para os estudantes, mas também para idosos (com idade igual ou superior a 60 anos) e pessoas com necessidades especiais.

Alessandra apoiou a iniciativa social da Prefeitura na realização deste rodeio. “É uma ótima ação reverter a arrecadação da entrada em alimentos para instituições assistenciais de Brumadinho. Será realmente um rodeio solidário. Esperamos que tudo ocorra bem nestes quatro dias de festa”, disse Alessandra.

Veja abaixo publicação a respeito no Diário Oficial do Município:

10313766_496972013735881_7626485405177727086_n